Justiça retoma audiências do caso Daniel na próxima semana Featured

By Paraná Portal Março 30, 2019 156 0

A Justiça do Paraná retoma na semana que vem as audiências do processo que apura a morte do jogador Daniel Corrêa Freitas, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. A partir da próxima segunda-feira (1) começam a ser ouvidas as testemunhas de defesa. Pelo menos 60 pessoas foram indicadas pelos advogados dos réus.

Pela quantidade de testemunhas chamadas a depor nesta fase, as audiências de instrução devem se estender até o dia 05 de abril. Somente depois disso, os sete acusados na ação penal serão interrogados. Os depoimentos servem para definir se os réus irão, ou não, à júri popular. As audiências são conduzidas pela juíza Luciani Regina Martins de Paula, da 1ª Vara Criminal de São José dos Pinhais, cidade onde a vítima foi assassinada.

Além do empresário Edison Brittes, que confessou ter assassinado Daniel, da esposa dele, Cristiana Brittes e da filha do casal, Allana Brittes, também são acusados no processo Eduardo Henrique da Silva, Ygor King e David Willian da Silva, denunciados pela participação na execução do jogador. Os três respondem por homicídio triplamente qualificado, ocultação de cadáver, fraude processual e corrupção de adolescente.

A última acusada do processo é Evellyn Brisola, que não chegou a ser indiciada pela polícia, mas teve a acusação do Ministério Público aceita pela Justiça. Evellyn é a única que responde em liberdade – as acusações são de falso testemunho e denunciação caluniosa. A família Brittes estará no Fórum de São José dos Pinhais para acompanhar as audiências. Daniel Corrêa Freitas foi encontrado morto em meio a uma área rural de São José dos Pinhais no dia 27 de outubro do ano passado.

 O corpo do rapaz apresentava sinais de agressões e mutilações. Edison Brittes diz que cometeu o assassinato para defender a esposa, porque Daniel teria tentado estupra-la – o que, segundo a polícia, nunca aconteceu. De acordo comas investigações, Cristiana, Edison e Alana tentaram coagir testemunhas. Eles marcaram um encontro em um shopping para, segundo a Polícia, combinar uma versão para o crime.
Rate this item
(1 Vote)

Deixe um comentário em nosso mural

Certifique-se de inserir todas as informações necessárias, indicadas por um asterisco (*). Código HTML não é permitido.

Notícias Recentes

CURTA NOSSA PÁGINA

Imagens Notícias

Motociclista fica gravemente ferido em acidente na Souza Naves, em P.Grossa

PRF e NUCRIA realizaram uma “Parada obrigatória” contra a exploração sexual de crianças e adolescentes

Arma de Fogo e diversas munições são apreendidas pela Policia Militar em Reserva

Vagas de emprego disponíveis para Telêmaco Borba e região nesta sexta-feira 17,

Motorista embriagado é preso após provocar acidente

Novo Centro de Especialidades é entregue à comunidade

Vacina gripe – 1.300 crianças ainda não receberam a dose

Klabin define principais parceiros para implantação do Projeto Puma II

Confira aqui as vagas de emprego disponíveis para Telêmaco Borba e região nesta quinta-feira 16